Pesquisando

Mostrando postagens com marcador confissionário. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador confissionário. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 21 de maio de 2014

confissões das 11 horas da noite

Essa é a premissa: eu sonho, escrevo fic.
Clássico.

Se Zé do Caixão pode, também vou fazer (E melhor)

quinta-feira, 13 de março de 2014

confissionário da Dona Elza

Não aprecio totalmente quando falo que não leio Neil Gaiman por motivos escusos.
E sim, sei exatamente que as pessoas que ouvem isso não se sentem bem com a confissão.
Mas não vou conseguir mudar de ideia, foi mal.

Não vou ler tão cedo, pois não há interesse literário nele. Sei da importância da obra para a Literatura Contemporânea e a revolução do storytelling, mas não vou ler.

E há aquela reação adversa que me acomete quando sou pressionada a ler/ver algo que particularmente não tenho interesse algum (Vide Shakespeare e Game of Thrones): começa o bloqueio permanente de qualquer coisa envolvendo a pessoa em questão (Vide Amanda Palmer, nunca mais...).

Preciso rezar quantas (n)aves-maria pra poder me redimir?
$(function(){$.fn.scrollToTop=function(){$(this).hide().removeAttr("href");if($(window).scrollTop()!="0"){$(this).fadeIn("slow")}var scrollDiv=$(this);$(window).scroll(function(){if($(window).scrollTop()=="0"){$(scrollDiv).fadeOut("slow")}else{$(scrollDiv).fadeIn("slow")}});$(this).click(function(){$("html, body").animate({scrollTop:0},"slow")})}}); $(function() { $("#toTop").scrollToTop(); });