Pesquisando

Mostrando postagens com marcador defiance jogo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador defiance jogo. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 5 de julho de 2016

[contos] defiance: o grupo sem nome - capitulo 2


[o grupo sem nome - capitulo 2] por: @_brmorgan.
Cenário: Defiance - jogo e parcialmente alusão ao seriado.
Classificação: 16 anos (morte, distorção de convenções morais, violência)
Capítulos: 2/?
Resumo: Na nova Terra de 2046, um grupo distinto e sem nome vaga pela Paradise (Antes território de San Francisco, EUA) combatendo o Exército Mundial de Coalisão - EMC - por motivos não tão nobres assim.

Trilha sonora para esse capítulo:
Capítulos: [1] - [2] - [3] - [?]


CAPITULO 2

Esfregou as pálpebras até retirar o sono que ali se instalara. 46 horas sem dormir. Mais uma dose para aguentar mais um tempo até a "tropa" chegar. Ajeitou os ombros para trás, não tocou na arma para não desfocar a mira, bocejou para dentro e estalou o corpo devagar em movimentos circulares no pescoço. Mais algumas horinhas e eles chegariam, não tinha nada de surpresa nisso.

Quando uma Arca despencava lá de cima, era prelúdio para o caos naquela parte remota de São Francisco. Junto dos pedaços cobiçados da Arca, vinham centenas de ambiciosos arkhunters atrás de espólios que a maioria desconhecia sua origem, mas que valia muito no mercado negro e nas vendinhas clandestinas de beira de estrada. Junto deles vinham os sabotadores, os 99ers e ótimo... deu um longo suspiro e voltou a se posicionar no coldre adaptado do rifle de longo alcance que montara sozinha. Raiders também estavam à caminho da Arca se desmanchando em sucata e curto-circuitos há uns 600 metros à frente.

Entre ela e a preciosa fonte de lucro fácil tinha apenas um probleminha: um acampamento abandonado e jogado ao léu de antigo abrigo científico. Ali dezenas de corpos putrefatos jaziam inquietos em espasmos regulares devido a decomposição, mudanças de clima, e principalmente a reanimação. A maldição de se mexer com nanotecnologia ou biogenética votanis era justamente isso: nunca se sabia o que raios aquela merda iria fazer com os corpos dos humanos.

Sua missão era simples: montar guarda o mais afastada possível, avistar a Arca que iria cair na próxima lua nova, sinalizar para a "tropa", esperar o reforço e atirar em qualquer desgraçado que viesse de bico no tesouro deles. Se é que era "um deles", tava sendo paga há 1 mês por um cara que nem via os olhos devido ao capacete, mas que garantia a boa comida e a adrenalina do dia. Só não gostava muito de esperar, mas do jeito que a "tropa" era lenta, resolveu sossegar o facho e atirar em zumbis para se distrair. guardar a posição para a Arca? É talvez, mas já tinha gasto algumas balas a mais nos corpos reanimados que se atreviam a chegar mais que 200 metros dela.

domingo, 5 de julho de 2015

[review] Defiance - O Jogo

[esse post era pra ter ido pra fila há cerca de 2 anos atrás, WTF eu não botei, jamais saberei]

O jogo tem o nome da cidade, mas não é lá. Pegadinha do Malandro! Fonte.
Defiance é um seriado sci-fi que mostra o cotidiano lindo de uma Terra invadida por alienígenas (Os Votan, são 6 tipos deles: castithan, irathian, liberata, volges, indogene e recentemente os omec) em época de desespero. A timeline do seriado é de 2046-2048 e está na terceira temporada com roteiro digno de Game of Thrones, MUITAS pessoas morreram, protagonistas, secundários e extras até então. Já escrevi a introdução osbre esse seriado, pode ficar tranquilo e verificar esse post aqui [x].

Saint Louis, cidade americana, agora é Defiance, uma cidadezinha no meio de um vale generoso que juntou um bando de humanos e votans a viverem em paz, prosperamente e sem muitas novidades, mas sabemos de antemão que não costuma ser assim. Intrigas, traições, plots, tudo que uma sociedade em colapso pode chamar está aqui, mas hey! Confia na tia Rosewater que ela segura as pontas!

Se você é assíduo aqui no blog, vai saber que só assisto esse seriado pelo butthurt de Warehouse 13 e... bem... Jaime Murray como Castithan. É tipo meu sonho de consumo noldorin realizado com uma pitada mais drástica de drama, terror e sociopatia. Os Castithans foram incluídos no gameplay há um tempinho atrás e trouxeram algumas características de raça como o Liro (são os feats de Clã deles, tem cada coisa absurda por lá), as Charge Blades (Sabre de luz olá?! Olááááá?!) e fantasmas albinos com íris liláses com sorrisinhos macabros. Tudo muito lindo!

Consegui há muito tempo atrás uma promoção no Steam por R$ 24,00 a versão Standard, sem muita coisa, só o Buy & Play, e aproveitar que os meses de hiatus iam deixar um rombo enorme nos feelings de fangirl de sci-fi. Comprei Defiance: O jogo e estou feliz com isso. Aí 1 ano depois eles colocam como Free-to-play e não sinto diferença alguma por isso, eita lelê...

Editado para época atual, o seriado chegou a 3ª temporada e as coisas no jogo estão mais leves que pela televisão, geeeeeeezuis crispinho, mataram os McCawley todos! TODOS!! WHYYYYYY FECKING WHYYYYYYYYY?!

Primeira coisa a se notar: Shooter.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

[conto] defiance - o grupo sem nome

[o grupo sem nome] por: @_brmorgan.
Cenário: Defiance - jogo e parcialmente alusão ao seriado.
Classificação: 16 anos (morte, distorção de convenções morais, violência)
Capítulos: 1/?
Resumo: Na nova Terra de 2046, um grupo distinto e sem nome vaga pela Paradise (Antes território de San Francisco, EUA) combatendo o Exército Mundial de Coalisão - EMC - por motivos não tão nobres assim.

N/A: Era pra ser um one-shot direto, só com diálogos, acabou sendo transformado nessa contextualização chata aí. Mas sempre é bom, entendo que muitas pessoas jamais viram ou jogaram o game e conhecem pouco do seriado. Então não sejam bobinhooooooos, tira o atraso e vão ver Defiance!

Capítulos: [1] - [2] - [3] - [?]

===xxx===
A dinâmica de línguas não era comum a todos na pequena comunidade nômade em que viviam. As pessoas de fora os chamavam de outcasters, favelados, madrugueiros, ladrões, sequestradores de crianças, roovers, e outras palavras em diversos idiomas que talvez eles não tivessem nunca ouvido na vida. Eram poucos, de algumas raças, votanis e humanos, de idades variadas e especialidades múltiplas, todos com o mesmo objetivo: proteger as pessoas do EMC - Exército Mundial de Coalisão.