Pesquisando

Mostrando postagens com marcador seriados. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador seriados. Mostrar todas as postagens

domingo, 15 de janeiro de 2012

Momentos de reflexão com Shane Walsh - The Walking Dead

A minha análise reflexiva sobre o personagem Shane Walsh do seriado The Walking Dead, televisionado pela FOX Brasil toda terça-feira às 22 horas.

[originalmente postado no Fórum The Walking Dead Brasil no dia 08 de dezembro de 2011 às 15:44]

{Edit - Alguns trechos serão editados para fluência na leitura}

Nhaaaa o Shane não é psicopata, ele é vítima das circunstâncias atreladas a uma situação de Caos e Terror.

Famoso TL;DR - LONGO POST É LOOOOOONGO, SE TIVER PACIÊNCIA LEIA.
(Se não tiver, pule para o próximo post, mas é pq estou estudando o perfil psicológico do Shane faz tempo e defender os Direitos Insanos dele virou a meta desde 02x03 "Save the Last One")

Parte do que o Shane se tornou pode ser derivada de uma série de eventos desde o começo - tanto no quadrinhos quando no seriado - e culminou nesse cara totalmente frustrado, sem juízo algum, perdido e insano de certa forma. E lá vamos nós:

Dia Histórico na Nerdice Suprema

[originalmente postado em 12/07/11 22:32]

Como o meu léxico foi lavrado pelo entusiasmo crescente das obras-primas de Joss Whedon, apenas digo que hoje foi o dia Histórico para a minha vidinha nérdica. Vi pela primeira vez Dr.Horrible Sing-along Blog.

E tive uma ótima tarde ao lado da incrível Max Summers (Ou Dani Figueiredo como muitos mortais a conhecem) - vendo The Guild 4ª temporada, Legend of Neil e tendo ataques de fangirling de diversas espécies.

O melhor de tudo foi saber que a @maxsummers foi tragada pelo Universo Azerothiano e está se enterrando no WoW novamente. Perdoo a parte de ser da Alliance, Gnome e Mage. Tudo bem, tudo bem, ela não gostou de saber que eu seria Alliance no Universo de Firefly. Browcoats jamais entenderão a diversão extra que se tem do Lado Hands of Blue do ‘Verse.

E ganhei um leprechaun de brinde! Nome pro carinha? Oscar… É vocês já sabem do que estou falando hehehe.

Meus olhos estão me matando hoje.

The Vampire Diaries - Melinda Clarke

[originalmente postado em 06/07/11 15:52]

Vampire Diaries – sim, é suportável. Não, os vampiros daqui não brilham no Sol, são até legais e morrem com estaca no meio do peito. Assisti alguns episódios, especialmente os episódios da 2ª temporada do 15 ao 18 em que a Melinda Clarke faz participação especial como a mãe drama queen do Matt Donovan.
Por um momento achei que a maluquice era por ela ser um deles (vampiros), mas não. Há realmente seres humanos dotados de tamanha estranheza para serem como ela, não precisa ser sobrenatural xDDD

O triângulo amoroso protagonista não me foi muito infeliz – fui com a cara do Stefan, ele foi o bad boy na 1º Temporada de The O.C. se não me engano, o cara de Chino que ferrava com o Ryan direto – mas a história da cidade de Mystic Falls que me interessou e toda aquele clima de “famílias fundadoras” blablabla “proteger a tradição“, aposto que eles sacrificavam criancinhas em fogueiras e se vestiam de roxo… Oooooops isso é em Silent Hill, mas olha só! Mystic Falls fica na Virginia também! Estado onde supostamente Silent Hill estaria (Em uma placa do filme 1 era da Virginia)…

Coincidências? E agora sabemos para onde foi Mia Kirschner após The L Word. Ela continua me dando arrepios, não de uuuuuia arrepios, mas de wtfbbq arrepios!!

E como assim todo mundo usando Verbena?
Agooora sim tá explicado: Mistyc Falls – Reduto de Magos de Tradições ultrapassadas, nhé.
Ou de nações perdidas no meio do mar dependendo de qual suplemento você acompanha – Antigo Mundo das Trevas, Novo e esculachado Mundo das Trevas.

Se vou acompanhar a série mesmo depois da saída da Melinda…?

(…)

Bora dançar polka?
VAMOS DANÇAR POLKA!!

sábado, 14 de janeiro de 2012

Resolução ótima para os problemas de CSI Las Vegas

[originalmente postado em 26/06/11 15:45]

O seriado mais bem sucedido de investigação criminal está sem líder novamente. Nhé. Tio Morpheus resolveu voltar para Zion e não cuidará mais dos casos cabulosos da franquia, Lawrence Fishburne disse que adorou seu tempo no seriado, mas estava empenhado em voltar as telonas.

Após Grissom dar o fora e Dr. Langston conseguir segurar um pouco a audiência, não teve jeito, a vida ficará parada em CSI LV. Alguns atores também não renovaram o contrato para a próxima temporada e parece que a participação de Marg Helgenberger ficará pequeno na trama.

Como fazer o CSI continuar sem precisar de muito esforço dos protagonistas?
Chama a Drª Kessler pra resolver oras!





Já tivemos um Entomologista como chefe e um Patologista fissurado em serial killers, por que não uma ex-dominatrix agora Terapeuta (arrãm by L.L.) Sexual?! Fica até mais fácil de resolver alguns crimes de natureza primordial e tudo mais… E sinceramente ter ela dando ordens nos outros CSI’s seria o suprasumo de todo submisso que assiste aquele show.

*suspiro*

Esses produtores ficam pensando demais, coloca a Melinda Clarke logo no team leader e pronto! A raid tá formada e a vida está feita!

Body of Proof - 01x01 - Sony



Body of Proof é um seriado médico-investigativo na linha de Rizzoli & Isles, mas com um diferencial sutil: A legista é quem faz praticamente o trabalho todo e os policiais são bobões, muuuuuuuito bobões (Saudades de Beckett, ooooh saudades!). Consegui pegar o Piloto na Sony – toda terça às 22h e reprise no domingo às 11h – e não fiquei deslumbrada seriamente. Quer dizer, a personagem principal, Drª Megan Hunt é uma legista incomum do Centro de Medicina Legal da Filadélfia, que costuma ferrar com o dia de seus chefes e resolver casos dos legistas júniores apenas andando pelo corredor. Quase um House se ele fosse mais sociável com os enfermeiros e outros médicos.

Deficiência física incapacitante emocional: Mão esquerda que não é tão mais ágil assim.

Lady Heather na 11ª temporada de CSI LV

[originalmente postado ]

Melinda Clarke sempre me deu medo, ela é uma bitch tão beaaaatch que quando via The O.C. em 2001 ficava com medo dela nas cenas. A Marissa era a Drama Queen, mas a mãe Cooper era a Verdadeira Queen daquela série.

Anos e anos passaram (várias e várias vezes) e ela aparece em CSI na 2ª temporada na forma obscura (como diria meu primo Ark) de uma dominatrix que gerencia uma Masmorra de escravos submissos nos arredores de Las Vegas. Fascinante! Gil Grisson é facilmente fisgado pela sinceridade da dona do lugar, mas mesmo assim o relacionamento não fluiu. A conversa com Catherine é muito esclarecedora e engraçada, mas o que mais me diverte é a ciumeira de Sara Sidle por ela xDDD

Apesar de perder alguns outros episódios com ela no enredo, nunca pensei em ter tanto fangirl macabro pelo último episódio que ela participa, muito triste, muito triste e aí eu fiquei a pensar, o que farão com a personagem dela após essa tragédia toda? E não tem mais o Grisson pra ela tirar casquinha! Então a CBS resolve fazer os fãs dela pularem na cadeira ao apresentarem uma nova Lady Heather, agora Drª Kessler!!




Psicoterapeuta Sexual.
Arrãm by L.L.
Terapia Sexual, amigos muito intimos, isso me lembra de alguma coisa.

Riese: The Kingdom Falling - SyFy

[originalmente postado em 26/03/11 16:04]

A Websérie agora televisionada pela SyFy Channel foi na minha opinião como um projeto piloto do que pode ser uma ótima série sci-fi/steampunk. Os reviews do povo do IMDB não ajudam muito em manter o otimismo em continuar a ver caso se houver uma 2ª temporada, mas vamos ao que interessa: Os malditos 9 minutos.



Riese: Kingdom Falling conta com o enredo típico de conto de fadas – mas com o trágico ruleiando o tempo todo – uma princesa sem família, vagando pelo um Reino decadente usurpado de sua família por sua tia (Era a tia mesmo? É tão novinha!) Amara, agora Imperatriz Amara. Riese – a princesa abandonada – viveu como indigente por muitos anos desde sua infância, sobrevivendo nas florestas e pequenos vilarejos do Reino sem ninguém saber se ela estava viva. Ou pelo menos era o que ela imaginava.

Seu fiel companheiro e amigo é o lobo Fenrir, que a achou nas Florestas de Eleysia quando ela era pequena, desde então ela a protege e luta por ela quando a oportunidade aparece. O doguinho cinzento causa maisdamage do que ela, então posso garantir que Riese é uma Hunter n0ob com um pet muito overpower. Ou uma rogue que ganhou um companion.

Caçadores de recompensas costumam aparecer no caminho dela de vez em quando e aí a gente desconfia que sim, o povo lá da Capital sabe que ela está viva. Aí aparece esse ser mutante meio shinobi andróide chamado Magistrado Herrick (Isso é tão bélfico) que brota do chão em alguns episódios, fala em voz robótica, assassina metade dos figurantes da cena, faz algum gesto robótico e depois some assim como chegou. Até agora ele parece ser o vilão supremo da história, já que a Imperatriz Amara não é lá essas coisas. Ela até daria uma boa vilã, mas revelou-se mais como a menininha boba que colocaram no trono pra ocupar lugar.

Alerta de Spoiler = Isso é bem verdade lá nos últimos capítulos.

The Gates - 1º e 2º episódio - FOX

[originalmente postado em 09/03/11 22:12]

Mais um seriado cancelado pela audiência baixa nos EUA

quem se importa? Bota nos países sulamericanos pra ver se não funfa?
 mas com um potencial maravilhoso de se explorar. The Gates foi uma produção da ABC (A mesma de Castle) e televisionada por aqui pela FOX (Desconfio que seja dublado?) toda quarta-feira às 21h (Com reprises na quarta às 13h, quinta às 03h, domingo às 14h.).




A premissa vem um pouco de Happy Town, mas no caso um distrito fechado como se fosse um condomínio de alto padrão em algum lugar da América. Grossos portões de ferro, muros altos e segurança com tecnologia absurda protegem os moradores da pacífica “Gates” das misérias humanas lá de fora. Oh pobre mundo cruel!

O policial Nicholas Monohan realiza o sonho de sua família, compra uma propriedade, com aquela mansão exagerada e tudo mais, além de ser empregado como o “xerife” do distrito (Substituindo o antigo chefe que se aposentou e foi para o México…). Um cargo respeitável, uma casa ótima, filhos bem acomodados com a rotina escolar e vizinhos gentis. Aaaah que coisa boa de se ver…