Pesquisando

Mostrando postagens com marcador universalidade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador universalidade. Mostrar todas as postagens

domingo, 9 de março de 2014

universalidade nada categórica

Uma das teorias que eu já tinha desde mais nova era que tudo não passava de um teatro enorme e a gente aqui, espectadores mortais e burraldos, só estávamos presenciando os esqeumas do Grande Universo. Problema é quando um desses espectadores descobre que atrás das cortinas tem uma engrenagem tão intrincada e tão bem feita que não tem relojoeiro nesse mundão aí afora que vá explicar como isso foi fabricado.

O legal de se estudar um pouquinho mais sobre espiritualismo e suas manifestaçãoes durante os séculos é que realmente é algo que vem de dentro para fora. Porque se a minha personalidade é de categorizar minuciosamente coisas que existem por aí - inclusive emoções, sensações e itens abstratos - e ter o deslumbre que tudo é uma coisa só é pra fazer explodir el cabezón.

Não que isso seja um problema, só estou amando explorar esse assunto com a visão de que tudo é o mesmo, tudo é uma conjuntura só, tudo é resolvido no mesmo departamento. A energia é única, só se adapta de acordo com o espectador. Enquanto as diversas religiões pregam uma contra as outras, nota-se sutilmente que as correntes que as mantém unidas são as mesmas (Algumas com links fracos né? Assim como tudo), não adianta vir me dizer que o Deus de uma religião é mais forte que a da outra. É tudo a mesma coisa, camarada. Tudo é tudo. se você separar em partidos, não dá certo. Não dá mesmo.

Interpretações separadas são necessárias, para se questionar sempre o modo como o a vida segue, quais são os propósitos e as prioridades, mas não confie naquele que apenas te deixa sentada e diz: "Tá na mão de Deus" ou a que mais me fazia franzir a testa quando era protestante "Deus é fiel". Fiel tem que ser você, pra poder aguentar o tranco sem pirar ou trazer damage pros outros e isso a gente aprende na marra mesmo.

Aí vem alguém e manda: "Não sabia disso, não?" - oh well Juvenal, essa mania besta dos seres humanos de separar as coisas em compartimentos atrapalha bastante o olhar clínico do Universo. E minha criação cristã-judaica me deixou num funil de "Ou é isso ou é o Tormento eterno", ou vai ou vai.

Gimme "Tormento eterno" então, mee ready pra desbravar mais mistérios \o/

[Minha visão de mundo totalmente foi abalada quando percebi que os trejeitos e maneirismos do famoso Zé Pilintra na Gira de Preto-Velho na Umbanda lá do Terreiro do Pai Maneco parecia muito com certo deus asgardiano que tento não me devotar loucamente - não o caricaturizado pelo Hiddles, gente... É o da mitologia nórdica mesmo, que pregava peça em todo mundo, trapaceava no palitinho e ainda por cima fazia com que o universo asgardiano caminhasse numa beleza com os "desvios de rota" que ele costumava colocar os demais deuses. E mais ainda ir pesquisar sobre o camarada e descobrir que Nimb tem dedo nisso.]



$(function(){$.fn.scrollToTop=function(){$(this).hide().removeAttr("href");if($(window).scrollTop()!="0"){$(this).fadeIn("slow")}var scrollDiv=$(this);$(window).scroll(function(){if($(window).scrollTop()=="0"){$(scrollDiv).fadeOut("slow")}else{$(scrollDiv).fadeIn("slow")}});$(this).click(function(){$("html, body").animate({scrollTop:0},"slow")})}}); $(function() { $("#toTop").scrollToTop(); });