Pesquisando

Mostrando postagens com marcador nonsense. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador nonsense. Mostrar todas as postagens

sábado, 17 de outubro de 2015

astronautas, tubaínas, compre uma biz, feijões gritantes e felinos marotos

Esse post é para ser bem prolixo e disléxico.
Não, não estou sob efeito de nenhum medicamento e muito menos etílico no sistema sanguíneo. É a vontade de Loki permanecendo no recinto, só isso.

Caturday é sempre um momento especial na minha semana devido ao descansamento já dado ao corpo e mente. Como sempre serei acordada antes das 6h para alimentar as criaturinhas de quem sou minion e fazer o favor de colocar o Zé para tomar soro.



Quem sou eu para desviar da rotina?

Então após uma manhã turbulenta, com trocentas coisas para se resolver e vontade alguma, divirto-me no site da NASA com a biografia de trocentos astronautas e cosmonautas que já passearam por esse mundão aí afora da estratosfera. Neil Armstrong é meu clichê favorito, pois foi a primeira foto que lembro de ver de um astronauta. Nem era dele pisando na lua ou hasteando a bandeira americana, era aquela foto clássica de uniforme de astronauta, capacete debaixo do braço, cabelo arrumadinho e sorrisão pra câmera.

Tenho um livro aqui embaixo do monitor que tem uma parte dedicada a conquista da lua e sobre os astronautas da Apolo 11. O que me leva ao meu sonho de criança de ser uma astronauta e que nunca vai acontecer mesmo, porque é preferível eu ficar navegando nas bibliotecas ajudando o povo de Humanas a fazer miçanga e vender a Arte na praia.

A gente escolhe o Destino que percorre, não ele.



Nesse meio tempo o felino adoentado Zé Walter vai tomar a 2ª dosagem de antibiótico e aí tudo bem. O negócio é que ele agora está muito quietinho, na dele, sem extravasar muito e no máximo dá uns giros com a Bete e vai deitar. O clima também não está ajudando, todos os dias com 17º graux na fuça não é mole não. A Bete Vanessão é espoleta, adora escalar em lugares que não se deve escalar e preferencialmente na minha perna quando estou para sair. Não quero nem ver quando crescer e continuar a fazer isso.

Quando eu disquei o telefone do Veterinário deu a melodia exata de uma música clássica que não lembro de quem é, mas que todo mundo sabe do que estou falando...
*essa sou eu assoviando a melodia*

Achei isso MARA!

Ter 2 felinos em casa equilibrou um bocado da tensão que estava pairando aqui. Apesar de eu me preocupar muito com os dois quando estou fora, tenho aquela impressão que os dois estão se gostando muito e se divertindo um ao outro. Ainda observando o comportamento do mais velho, little Walter me assustou com a infecção respiratória - nunca mais deixo ele ir naquela varanda até esse clima medonho ir embora, credo!

Com tudo em riba, consigo descolar uma Tubaína Retrô no Angeloni e de quebra o R$1,99 onde compro guloseimas e tranqueiras toca Gretchen, Raul Seixas e Wanderléia. Nostalgia trash anos 80 puro. A gente dá "Amém" pra Loki e pede pra Nimb rolar bons dados, não é todo dia que coisas nonsense e aleatórias de alinhamento bondoso e leal acontecem na nossa vida.

Consigo mais alguns itens para abastecer a geladeira vazia, passo o dia todo planejando a semana depois da semana que vem, sorrio bobamente para a entrada da praia, daqui algum tempo vou precisar voltar a sentir as ondas nos meus pés. Volto pra casa, entulhada de coisas na mochila, sacolas nas mãos, encontro gente do prédio, conversinha mole sobre trânsito, síndico p** no c* que é um passivo-agressivo do c****** tenta ser amigável, vizinha me solta uma:

"Bem que você poderia fazer aula de direção e pegar uma Biz..." - o que consequentemente emenda com outra opinião:
"Cê é nova ainda, vai de moto que não perde tanto tempo no trânsito daqui."

Aí eu lembro as criaturas envolvidas no papo que o mês que fiquei trancada em casa em maio era por conta de um idiota que resolveu tirar carteira e pegou uma Biz e eu acabei parando com ele na BR estrada. Silêncio total. As pessoas às vezes não tem noção do que falam e isso para mim é espetacular. O meu inner-Bowie reagiu do seguinte modo:

Véi de Bowie... Cê tá de brinks, am I rite?

O dia não precisa ir pro ralo com esse tipo de comentário na minha vida, então vou procurar segurança em meu lar, querido pequeno lar e encontro a chuchuzinha Bete escalando a estante de livros e mastigando meus fones de ouvido. Ao que parece ela não se contentou em saber que dentro não havia recheio e foi para o fio do abajur. Resultado: felina marota retirada do local e fios escondidos. Fones de ouvido pro lixo, óbeveeeeeeo.

Hoje vai ter versão amadora de red beans and rice de Nova Orleans no cardápio da semana (é literalmente a nossa feijoada, só que lotada de pimenta, só que eu não sou louca e fiz a versão mais levinha com couve refogado, feijão, calabresa, carne cozinha em tirinhas e muita páprica. Provavelmente vai ficar gostoso amanhã) e esse site é a tradução de muito de meus pensamentos de hoje.

(Pode clicar é legalzinho, tem feijões...)

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

arte em porta de banheiro

20 coisas para se escrever quando estiver em um bloqueio de escrita está chegando ao fim - acho que só mais 2 posts após esse - e foi bem bacaninha me desafiar a escrever esse tanto de coisas assim. Às vezes colocar metas é uma boa (Porque cês sabem, a gente não tem uma meta, mas aí quando chegar na meta, a gente dobra a meta)...

Vamos lá para algo que gosto muito de fazer - e o que vem ocupando a minha cabeça de vento para não servir de oficininha pra Wanderley.

Write down all the interesting things you see on a walk around your neighbourhood.
Escreva sobre todas as coisas interessantes que você vê ao caminhar pela sua vizinhança. 

Resolvi adaptar essa para coisas que acho interessante em registrar em lugares onde passo.

Passo cerca de 6 horas do meu dia dentro de ônibus, sendo que pelo menos 3 terminais de transporte público estão no meu itinerário. A coisa fica monótona depois de um tempo, além de que meu sistema urinário não aguenta muito tempo segurando as pontas (literalmente), mas quando umas pérolas aparecem nas portas dos banheiros, sim, elas merecem ser registradas.





sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Saint Young Men - Saint onii-san por Hikaru Nakamura

Saint Young Men
Saint Young Men (Photo credit: Wikipedia)
 Jesus e Buda decidem passar as férias de final de ano aqui na terra, em um subúrbio de Tóquio, em uma pensãozinha de uma senhorinha muito ordeira e irritada.

Yep, esse é o enredo de Saint Young Men - ou Seinto Oni-san - de Hikaru Nakamura, possivelmente a mangaká mais aloprada que já vi. O mangá lá na Terra do Sol Nascente está no volume 8, produzido desde 2007 e já conta com dois OVAs e um filme completo.

A premissa da história vai pelo cotidiano que os curiosos estrangeiros vão descobrindo durante sua estada na Terra, desde a escolha do nabo perfeito em uma liquidação de mercadinho, ir ao Parque de Diversões pra ficar quase duas horas na fila, escapar das broncas da tia da pensão, uma tarde boa na piscina comunitária, dividir a sauna com um chefe local da Yakuza e ir a um festival de um templo de um deus pagão.

Com muita sátira, piadas bem encaixadas e um clima jovial dos protagonistas quanto ao Destino do mundo moderno, essa obra vale a pena ser lida de cabo a rabo para ter alguns momentos de reflexão e risadas.

sábado, 27 de dezembro de 2014

dica de site: pronunciation manual

Para passar o resto da noite rindo sem motivo algum:


Comece com uma palavra comum e vá clicando até seu saco de riso estourar pela nonsense que aparece por lá.

Tudo em inglês, mas bom pra treinar em como NÃO FALAR certas palavras.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

confissões das 11 horas da noite

Essa é a premissa: eu sonho, escrevo fic.
Clássico.

Se Zé do Caixão pode, também vou fazer (E melhor)

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

bicha de quarto escuro (não dura pra sempre)

Incrível como um vídeo de comédia em fala portuguesa de Portugal pode fazer tanto sentido quando colocamos significado nele. Eis, com vocês: Janacira Tamanduá.


Como serviço de utilidade pública PRECISO divulgar o trabalho párvido do canal no YouTube que fez com que as 11 partes de Bicha do Demónio atingissem o meu coração élfico em cheio com a quantidade de nonsense e Lolz necessário. Devo confessar que só entendo 5% das gírias travecas nos vídeos, mas graças a Eru que tem legenda para não deixar as novinhas aqui abobalhadas.

Nas aventuras de Mistah Frodo e seus mancebos, uma frase emblemática saiu nesse vídeo intitulado "Bicha de Deus", parte das crônicas lindas da "Bicha do Demônio" de ForeverNotYours - não sei quem é a criatura, se é homem ou mulher, mas I don't feckin' care! Casaria com a pessoa right the way! - para iluminar a cegueira habitual das monas que não sabem curtir a vida direito (Sim, me incluo no meio):

BICHA DE QUARTO ESCURO NÃO DURA PRA SEMPRE.
Janacira Tamanduá. 
O que seria uma "bicha de quarto escuro"?
Aquela que nunca viu a Luz da Razão Contínua da vida feliz e coloridinha ou aquela bicha que não saiu do armário? Gosto de pensar que é a segunda opção. O quarto escuro poderia ser uma metáfora sobre a ansiedade vivida pelas bichas (Sejam quais forem, minha amiga, gay, lésbica, trava, trans, drag, hétero, o que foooooor querida! *joga purpurina em cima*) antes de se aventurar nas loucas trilhas da real vida suburbana, matadora, perigosíssima, Rua da Augusta às 3h da manhã.
Ou Guaicurus às 11h da noite se você for de Belo Horizonte.

Tudo relativo, tudo relativo.

O quarto escuro é a cegueira da razão?
O quarto escuro expressa esse Dark Side que carregamos para lá e para cá e não deixamos transparecer muito senão assusta?
O quarto escuro é literalmente um quarto sem luz? E a bicha fica lá porque não pagou a conta do mês?

Afinal de contas: o que é o quarto escuro?

Aí descobri esse site português e esqueci da pergunta (E fiquei rindo pro resto da noite...)...


sábado, 3 de agosto de 2013

Introduzindo a Playlist Dark - parte 1

Como eu tenho ideias muito originais e estupendamente incríveis (Sim, modéstia também faz parte das minhas qualidades tão esmeradas durante anos de pesquisa intensa), vou mostrar em alguns posts em como sua vida pode mudar ouvindo EBM - eletronic body music - já que é um dos estilos musicais que mais fazem parte da minha biblioteca musical. E porque é sexy, libertador e me dá vontade de escrever (A Arte e Pulsão de Morte by Freud, olááá?!). E porque pode ser até engraçado tentar explicar isso sem parecer pervertida ou maluca.

O primeiro a inaugurar os esquemas aqui  se intitula: "Como doutrinar um incauto ouvinte na Playlist Dark do EBM"

Há vários modos de se apresentar EBM - eletronic body music, uma variante do metal/eletrônico/industrial vindo lá de Berlim - para pessoas inocentes, mas curiosas pelo estilo musical. O mais importante de tudo é fazer isso com cuidado e sempre com consentimento psicológico para não haver aversão depois.

Claro que às vezes o tiro pode ser headshot e a pessoa jamais querer ouvir nisso por ser "coisa de maluco metido a doido" demais, mas vamos por partes: se você gosta de David Bowie na fase dos anos 90 pra frente, vai gostar de EBM. Se acha que Rammstein é o máximo, também pode ficar tranquilo que é o mesmo esquema, até a Nienna aka Amy Lee do Evanescence bebe da mesma fonte.

Alguns avisos são importantes: não recomendo ouvir EBM com fones de ouvido. Aliás, não recomendo mesmo ouvir tudo dessa seleção aqui com fones de ouvido, se quer causar damage permanente em algum aparelho auditivo, que seja o dos seus vizinhos ou familiares. Alguns temas tratados nos vídeos são NSFW, Rating-18 e definitivamente NÃO deixe as quianças na sala/quarto. Não me culpe caso alguém fique traumatizado pro resto da vida (Eu sei, eu sei...)! Não enviem suas contas de terapia pro meu endereço, não me xinguem por mostrar de forma explícita como entender esse universo oculto.

(Para não haver confusão, esse passo-a-passo foi testado inicialmente em mim, depois em mais 2 pessoas e até que deu certo, logo então, concluo que foi satisfatório o resultado!)

Tudo começa no Patrono Bowie, claro. Ali a partir de "Earthling" (1997) pra frente, se bem que com o projeto Tin Machine de 1989 ele já tava flertando com música eletrônica demais, mas bem. Começa com esse vídeo aqui!



sábado, 8 de junho de 2013

Sobre equipamento de sobrevivência e insinuações freudianas

Vai ser um post rápido, mas incomodado.

Uma das coisas mais absurdas que ouvi durante minha graduação em Letras foi que uma das representações mais clássicas do poder masculino de fecundação - a.k.a. objeto fálico - estava nas armas que os personagens da Literatura Fantástica e Medieval usavam.

Cajados, varinhas, cetros, espadas e por aí são de acordo com a psicanálise freudiana como uma extensão da virilidade do homem que empunha a tal arma. Alguns mais agressivos outros nem tanto, mas tá lá, o objeto fálico em forma similar ao órgão reprodutor masculino enfeitando tantos contos e histórias de contos de fada e grossos exemplares da Literatura que tanto amo.

Eu, como mulher, me senti um pouco enojada ao ouvir tal teoria sendo difundida na Universidade, mas como já haviam me dito antes: graduação é terra de ninguém e todas suas convicções serão testadas ou apagadas. E por ter uma clara ideia de minha opção sexual já estabelecida, fiquei com mais enjoo pela menção de algo que supostamente deveria ser honroso para um guerreiro, mago, Rei, acabar se transformando em um objeto que projeta sua libido e sua satisfação sexual. I mean, batalhas épicas podem ser facilmente explicadas não pela perseverança em um ideal, pela coragem ou honra, mas sim pelo simples desejo de se reproduzir incontrolavelmente?

Foi por isso que Joana D'Arc morreu1? E tantos mártires honrados de suas missões? Nhé? Nhé, né? Em uma sociedade globalizada pelo Patriarcalismo é comum termos esses exemplos de objetos fálicos por aí, mas nunca desisti de procurar referências para possíveis equipamentos mais "neutros" nessa ciranda maluca de representações estranhas.

Respeito o arco-e-flecha, o dardo e também a besta, pois não dão muita margem para 2ª interpretação apoiada na concepção de que tudo que o Homem - seja ele homem ou mulher - cria é para satisfazer os profundos instintos de satisfação sexual. Extensões de membros me irritam, assim como Freud.

E mais uma vez, a minha infância vai por ralo abaixo...

1 - De acordo com o The Smiths foi por culpa da boca grande que ela tinha.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Dia de Loki - 1º de abril!!


Hoje é o dia mais interessante de todo Universo Asgardiano! Se você é mais fangirl do Loki do que o Thor, pode comemorar que o dia é seu! Quer dizer, é dele, mas bem... Nós iremos comemorar de qualquer jeito. Méééééh, se você ler isso é porque sofreu algum tipo de pegadinha vinda do Asgardiano mais trollador de todo Universo. Yep, hoje é Dia da Mentira, mas também conhecido entre os círculos internos como dia do Patrono da Travessura e Trapaça.


Ele me pegou de jeito hoje de manhã, ao me acordar às 6h, após um feriado prolongado, numa segunda-feira e fazer meu ônibus ir ligeiro para a estação me deixando cerca de 1h sem fazer nada pelo Centro de Floripa! Yeeeeeey deu tempo para comprar chá mate com guaraná e bater perna pela pracinha, maaaaas mesmo assim foi uma trollagem boa para o começo da semana.

Como alguns sabem, qualquer ser proveniente do Caos e Renovação me interessa. NimbKáliOzzy OsbourneCthulhuKael'Thas SunstriderLoki são figuras inspiradoras para esse tipo de Entropia Universal. Nada é para sempre, tudo muda, conhecimento é a única Realidade. Simples assim. O Caos gera transtorno e o transtorno move as pessoas, qualquer um. A Insanidade é o estado Primordial do ser humano. Para então, bora homenagear o Deus mais purpurina de todos, aquele que fez besteira ao se transformar em égua para escapar de uma confusão: o incrível Loki da Silva Sauro.

Dia da Mentira é um dia de se desconfiar de tudo e todos, prestar bem atenção onde se está pisando e principalmente - se você for troller o bastante - pregar peças em todo mundo. Mas da onde surgiu essa data? E por que coincide com tantas datas históricas importantes? Bem, é Dia de Loki, né? Dele, vocês podem esperar tudo!

sábado, 14 de janeiro de 2012

Testes de Personalidade Bizonhos

[originalmente postado no dia 09/03/11 - 19:17]

Quer saber que raios de personalidade predomina em vossa pessoa?
Clique no link a seguir e faça o teste primeiro (muito detalhadinho), depois dê uma olhada no Site que será redirecionado e não se esqueça de dar uma passada nesse outro link para confirmar alguns comportamentos.

Eu saí como INTJ que rodei pelo Site e descobri o que significava a bendita sigla – Introversão/Intuição/Pensamento/Julgamento (É, eu vi que não rima com as letras da sigla xDDD) – mas devo dizer que acertaram em cheio. Menos o fator Aspie xDDD Posso dar essa desculpa de ser INTJ e/ou Aspie, ou por não ter tido uma infância boa… Tudo é válido quando se encontra em encrenca!

Eu alego insanidade temporária!!
Que nem esse cara aqui = LINK 1 e LINK 2.
Já tenho casos de insanidade na famílias (ambas) e não tenho mais direito a cela especial por ser Graduada. Nhé, Justiça Brasileira, tirou meu direito de duvidar da Matrix e dar uma de Hannibal Lecter (Pelo menos na parte de falar aquela quite: “On a similar note I must confess to you, I’m giving very serious thought… to eating your wife…“)
$(function(){$.fn.scrollToTop=function(){$(this).hide().removeAttr("href");if($(window).scrollTop()!="0"){$(this).fadeIn("slow")}var scrollDiv=$(this);$(window).scroll(function(){if($(window).scrollTop()=="0"){$(scrollDiv).fadeOut("slow")}else{$(scrollDiv).fadeIn("slow")}});$(this).click(function(){$("html, body").animate({scrollTop:0},"slow")})}}); $(function() { $("#toTop").scrollToTop(); });