Pesquisando

Mostrando postagens com marcador mantras e santos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mantras e santos. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Ao Dia do Consórcio, com carinho

Hoje foi dia de chá de cadeira, atrasos, máquina de ressonância magnética com altos ritmo de rave (tundz-tundz-tundz) e nem estou medicada. Sério, juro.

Aí para melhorar o final do dia tão especial, gravei um vídeo. Yep. Isso mesmo.


Para esse Dia do Consórcio, ops dos Namorados, aquela seleção de músicas bregas vai especialmente para vocês, amigolhes enfurnadinhes nas bibliotecas do Brasil-baranil, esperando por aquele encadernado perfeitinho que encaixa na prateleira sem sobrar borda, com cheirinho de papel novo e classificado corretamente.
Entre uma estante e outra, tamos aí, fazendo o seu dia romântico e tosco, mais tosco s2

Não pretendo quebrar nenhum copyright como s trechos das músicas, tou só promovendo um momento de nostalgia dos anos 80 trash com as baladinhas mais melosas do mundo.

Aliás, vocês sabiam que o 12 de junho, Dia dos Namorados (aka Dia de Santo Antônio) só é comemorado no Brasil e que no resto do mundo é dia 14 de fevereiro?! Já usaram o Google hoje para descobrirem o porquê disso?! Ah vai né, clica cá: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_dos_Namorados

terça-feira, 3 de junho de 2014

[eu não sei fazer poesia] Santa Ana das Negações de Cada Dia

Santa Ana das negações de cada dia, 
dê-me resiliência,
força,
fé,
e me livre da autosabotagem.

Santa Ana que sempre esteve presente,
dê-me paciência,
enquanto recito essa ladainha
e não padeço de síncope breve.


"Não se afaste demais das pessoas Não se aproxime demais das pessoas Não deixe que eles vejam Não permita que mudem o que você vê Não faca o que os outros fazem Não repita os erros de antes Não diga que vai fazer algo Não se permita chegar muito perto Não tente ficar muito longe Não tente ser como eles Não tente ser diferente deles Não fale nada Não ouça muita coisa Não preste atenção Não pense demais Não julgue demais Não deixe eles verem que você percebe Não deixe eles entrarem no seu mundinho Não quebre suas regras Não se arrisque Não se perca Não enlouqueça Não chegue muito perto Não fique muito longe Não espere muita coisa Não fantasie aquilo que não pode escrever Não hesite Não brigue Não grite Não seja o que eles esperam que você seja Não tente mudá-los Não espere muito Não fale Não ouça Não faça questão de Não faça favor de Não espere gratidão Não queira recompensa Não busque compensação Não seja o que não quer ser Não se deixe pegar desprevenido Não esqueça a toalha Não desobedeça pai e mãe Não brinca com sentimento sério Não deixe eles verem o que você vê Não importa Não a eles
Até valer a pena Até ser verdadeiro Até te fazer dizer mais "sim" do que negar Até te fazer se arrepender de todos os nãos já dados Até te fazer respirar mais calmo por saber que é a coisa certa a fazer"

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

[eu não sei fazer poesia] Reza pra Doida Varrida

[originalmente escrita em 13:54 25/9/2007]

REZA PRA DOIDA VARRIDA
"Quem é que tá botando dinamite na cabeça do século? Quem é que me dá um  travesseiro pra cabeça do..." (Tom Zé - Curiosidade)

*murmurios de fundo*
Engajada naturalmente no sistema métrico
Atrelada a cosmologia do aparato cibernético
Aleatoriamente modernérrica
Constantemente cinética

Tem duas biblioteca aqui na cidade
A mais bem feita guarda livros
A outra guarda pessoas
Imagensoas personamagens

Um mundo tão moderno, tão bonito
Use a roupa, tome coisa, rosário de Santo Expedito
Faz oração no meio-dia, na meia-noite
Na noite meia, meio-dia e meia

Eu sou aquela menina!
Levanto a bandeira
Fico na linha de frente
Sou a de perder as estribeiras!

Sossega ela de novo
Faz sofrer o coração
Amor não-correspondido?
Não, foi sossega-leão

Eu entendo latido de gato
E mio feito cachorro
Sujo calçada com meus sapatos
Se vem alguém de lado, eu corro

Nas costas o comichão
No peito uma canção
Nos olhos a miopia avançada
Percepção intern(alter)ada

[eu não sei fazer poesia] Reza para Velhice Precoce

[originalmente escrita em 13:50 25/9/2007]

REZA PARA VELHICE PRECOCE

Valei-me meu Bom Deus
A velha caquética!
Fez uma década e um ano
Um quartenário de idéias!
Enxuta! Tá dentro dos esquema
Sorrindo, pulando, dançando
E esses gerundismos lindos

Acorda de manhã, sente o peso do sono
Sono eterno de uma pessoa passageira
Café frio, pão e manteiga
Sem queijo Minas, por favor!
Desde quando ela é mineira?

Sobe o morro de anos atrás
Sente a gravidade puxar
As costelas se embricam crispadas
A coluna começa a latejar

E não acredita! Há anos atrás!
Anos antes subia em 3 minutos
Hoje de tarde foram 20
Mais de 40 de velhice

Valei-me meu Bom Jesus
Reclamando de uma hérnia senil
Alojada no ventrículo esquerdo
Bombeando o sangue frio

Velhice precoce tem 6 sílabas
4 poéticas, 14 letras, 2 encontros
Resumidos em um corpo quebrado
Morreu de velha tão jovem!
Amamentando um verbo afogado
Atraído contraído. Amém