Pesquisando

Mostrando postagens com marcador final de ano. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador final de ano. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

disclaimer de final de ano

Como é que chama aquele feeling que começa fermentar bem assim do ladinho do estômago com uma pitadinha de pimenta malagueta que vai sendo adicionada aos poucos na infusão de bile amarga e suco gástrico?

Oh gastrite nervosa?
Úlcera?
Epopeia estomacal?

A garotada chama de ranço.
Então é isso mesmo que vou acabar nomeando esse estado de completa aversão a qualquer coisa vinda de certa universidade que não irei nomear, because...

Vai demorar pra expelir essa toxicidade do meu organismo pelo jeito.
(Acreditar 100% no potencial desse curso como relevante pra sociedade? Oremos para algum milagre.)

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

já estamos em recesso

Tem rascunhos demais nessa fila, tentarei finalizá-los até o final desse ano, MAS já avisando que para efeitos de descanso acadêmico que não está sendo mais uma experiência prazerosa, estarei fazendo - vou estar fazendo - updates metalinguísticos/gamísticos no Tem um Warlock no meu Sofá.

Vai ter bastante updates de Contos, pois há uma dezena de capítulos de estórias que estou rascunhando e não publicando. se quiser ler ficção pra distrair, continue aqui de boas, se for sobre serviço de referência, movimento estudantil e qualquer assunto profundo de filosofia acadêmica (Que no final das contas não serve pra powha nenhuma, sorry/not so sorry), esquece. Vai descansar, vá ler um livro, vá jogar videogame, vá sei lá, ser feliz. Começa por aí.

Resolvi reduzir praticamente tudo que estava me causando dano agravado em questionamentos possíveis, inclusive esse amor pela carreira que escolhi para mim mesme. Espero que botar a linda Biblioteconomia para dormir no sofá (opa) durante o período de recesso faça bem para nós - ela enquanto entidade intangível que me enamoro a cada vivência, eu como corpo tangível que às vezes não aguenta mais as incoerências do mundo acadêmico - e para nosso relacionamento com o mundo.

And Bibliotequices de molho because apontar dedo na cara tá sendo muito fácil esses dias. Paciência é mínima pra tentar dialogar, logo: Parle à ma main.


sábado, 27 de dezembro de 2014

Projeto 1 praia por semana: problemas climáticos

Devido as oscilações absurdas do clima florianopolitano, essa semana fui incapaz de ir a qualquer praia que estivesse ao alcance. De manhã um calor do caramba, para então após o almoço cair o mundo em forma de chuva e a temperatura baixar drasticamente.

Esquizofrenia climatérica, perfeito.

Para compensar a falta da semana, na segunda haverá visita ao Santinho e refazer a trilha do morro das Aranhas que muito aprecio, Mar e Vento se encontram que é uma beleza e não é tão difícil de chegar. Se o tempo ajudar, dá para subir de boa e ficar por lá avistando esse lugar lindo em que vivo.

===xxx===
Tentando me ocupar com coisas e descobri uma diversão imensa ao traduzir legendas.
A quantidade de pesquisa envolvida que necessito fazer para achar o termo certo é tão acolhedora que acho que me manterei nesse ritmo por um bom tempo.

Enquanto o tempo não abre pra um solzinho camarada, vou madrugar por aqui.
Há muita legenda pra transcrever e traduzir depois.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

21 coisas que ainda não fiz (reprise)

Lembro de ter postado isso no dia 24/04/2014, mas vamos ver como ficou até então:



Copiando e colando do Danger Diary:

"Here are my uncomfortable things no one should miss out on….


  • Start a blog and write your uncensored, honest views. - Bem... já estamos nele e não é que o bichinho está crescendo?
  • Take yourself out to dinner alone. - Queria ter me levado pra beber, mas...
  • Stand up for something you believe in even when you might risk disapproval. - Ainda lésbica e o desejo de ser professora universitária está de pé.
  • Go and see live music in a genre you don’t normally listen to. - fui no Tom Zé em março, só isso.
  • Introduce yourself to someone you would like to know but have felt too intimated by. - Algumas vezes dentro do ônibus e depois não me senti mais confiante pra isso não...
  • Learn a new language - aprendi a xingar com palavrões mesmo. Já é um avanço.
  • Travel to the country where they speak that language and try it with locals. - Nope, ainda não.
  • Dress opposite for your comfort level. - oh well, pois é.
  • Write a heartfelt poem and share it with someone.
  • Volunteer to help someone who is very different from you.
  • Give a compliment to a complete stranger.
  • Go on a polar bear swim (jump in a cold lake). - Ainda querendo.
  • Make a “free hugs” sign, go out in a public place with your friends and go for it.
  • Order a strange new dish at a restaurant.
  • Explore an abandoned building or area that’s unfamiliar to you.
  • Go on a road trip without a destination. - Ainda não, mas logo.
  • Get naked in front of an audience (whether that’s burlesque or telling a personal story or sharing personal art that you created). não fiquei pelada, mas já me expus demais em público, não gostei, não quero voltar praquele lugar.
  • Learn a new skill (take a dance class, learn a new musical instrument). - aprendi a cozinhar algumas coisas e uns truques para ajudar na biblioteca.
  • Initiate a conversation with someone far younger or much older than you. - O highlight desse final de ano foi a pedagoga, contadora de estórias com dor crônica e sofrendo de insônia que passei horas conversando na fila do HU pra Clínica do Sono Ela me ensinou muitas coisas..
  • Figure out something you really want to do that you feel timid about doing. -e não deu certo, muito obrigada, não tentarei mais. Aquela cavidade miocárdia localizada no centro da caixa toráxica tá de recesso.
  • What are some things that you have heard your friends or acquaintances talk about and you think – i’d never have the guts to do that….But it would be awesome. - bem havia falado tatuagens, piercings e ficar com alguém sem ter compromisso. Nope. Nada ainda. (E pelo jeito nem vai)


Feliz Natal

Essa é a época mais propícia de relembrar todos os erros, maus entendidos, falta de sensibilidade e compreensão que você praticou ou recebeu durante toda sua vida.
E também esperar quase sadicamente que esse maldito ano acabe logo.

===xxx===
Ah! E meu progenitor entrou em contato para entrar em contato comigo: agora sei da onde veio tanta precaução besta de se aproximar dos outros.
Tou esperando, velhaco. O movimento não tem que ser meu hoje.