Pesquisando

Mostrando postagens com marcador #THIS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #THIS. Mostrar todas as postagens

sábado, 27 de junho de 2015

dah feelings

O sugar high pode estar me influenciando agora, mas for the sake of good memories - e esse foi o papo mais desenvolvido do dia - tenho que agradecer a alguém aqui.

Mucho thank you Momz. Srsly, 4 realzies.
U halps mee so muchly much que nem consigo expressar direito o quanto U R awesomely awesome to me. Srsly business, ya know.

Plus: eu totalmente apertaria suas bochechas agora #NoRespectForURAuthoritah!

===================
E quanto mais tempo passa, mais percebo nas semelhanças...

Isso é sobre quando falamos horas sobre batatas.


Isso é sobre a cada 5 minutos de cuteness do #MalteseHurricane ou Zé Bunito

Isso é sobre quando entramos em papos superfilosóficos.

And this... *le sigh*
Sei que meu domingo vai ser horrível, mas hoje é tudo de bão quando sei que há a criatura noldorin full of awesomeness taking care of my traseirinho. O feeling permanece mesmo com 2 estados no meio, alguns milhares de distância, lots of bagagem nos esquemas, mas é good estar sentada aqui, botando ordem em tudo que preciso e saber que alguém se importa. Não só alguém, é *ela* que se importa (E é isso que realmente sempre importou - mas as quiança cresce e percebe nas coisas muito tardiamente).

E há essas horas entre uma respirada e outra que delibero se toda a busca por algum significado não esteja exatamente disposto na compreensão de algo que já está bem ali. Deus falou uma vez: "How can you stand next to the truth and not see it? Change of heart comes slow"

Soooooooo, in mah sugar high, sempre um pouco sindar lesada chorona.
I miss ya, beeeeeeesha glamourosa, bixa que faz, fica em paz e muito axé e luz azul.

Ps: hehehehehehehehehehehehe cara de soooooooono!

[Este post foi especialmente criptografado para apenas uma pessoa em Arda entender]

quinta-feira, 6 de março de 2014

Sabedoria de ponto de ônibus

Encontro com colega de turma do semestre passado e o assunto vai e vem e uma metáfora supimpa aparece na hora para descrever algumas situações na vida:
"Somos como árvores, algumas folhas estão bem perto pra nos proteger, outras estão no meio e tem essas lá no final dos galhos que mesmo tendo conexão com o tronco, não quer dizer que iremos nos desdobrar até elas. Que elas fiquem lá e seja apenas uma conexão. Essas folhas nas pontas costumam machucar e de vez em quando escapam de nossa vigilância no tronco. Se elas caírem ou não, não significa que não iremos ir atrás delas para realocar nos nossos galhos, isso quer dizer que o que elas tinham que fazer está acabado e não vai mudar."

Sabedoria de ponto de buzão?
Não tem preço.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

[videos] I will Survive

Não, não fiz traquinagem, mas achei sem querer em um Tumblr e aí foi pro Deviantart da menina e caiu no Youtube. YAY!


quarta-feira, 16 de outubro de 2013

motivo básico para voltar a ver Castle




O motivo que eu precisava para continuar assistir Castle.
(O jeito que o Rick pega o beijo invisível e passa no rosto? Oh dear... Totally sentimental puppy love)